Impressões de viagem

September 6, 2017

 

    Antigamente as viagens eram diferentes. Os brasileiros, que podiam, iam pra Europa de navio. Demoravam um mês. Mas chegando em terras europeias: Franca, Portugal, Inglaterra, por lá ficavam por pelo menos um mês. Era tempo de frequentar bailes, visitar lugares, estreitar amizades. Isto sim era fazer turismo.


        Hoje não é mais assim. Viajamos de avião e chegamos em algumas horas: dez, onze, no máximo vinte e quatro horas. No entanto, ficamos lá nas “zoropa” por no máximo vinte dias. Não dá tempo de conhecer quase nada. Muito menos conhecer os nativos. Hoje, viajar é como visitar a Disney. O mundo virou um grande parque temático. A gente só vai em pontos turísticos. Em Londres fui ao Big Ben, às Torres de Londres, ao Museu Nacional, ao Museu da Inglaterra, o cemitério no qual Marx está enterrado, aliás, o momento mais emocionante da viagem para mim. Em todos lugares filas enormes, com gente do mundo todo. Mas em especial muita gente da China. Não conheci nenhum inglês. Conheci garçons escoceses, italianos, portugueses, e, lógico, brasileiros. Não dá para dizer que eu conheço Londres. Só conheci e colecionei cartões postais. Tiramos um monte de fotos e “selfies’. 

 

        Tudo bem, foi muito bom, mas deveria ser muito melhor o jeito de conhecer o mundo da forma antiga.

 

 

 

 

 

 
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Meio ambiente

November 8, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes

November 8, 2017

September 6, 2017

August 30, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags